Em 20 de dezembro, o Defensor Público Alexandre Brandão dirigia de Lajeado rumo à Porto Alegre para a cerimônia de sua posse como novo Presidente da Fundação Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul (FESDEP), quando um acidente com seu carro transferiu o momento oficial para esta quinta-feira, dia 11 de janeiro.

“Eu nasci de novo”, diz ele, ao relatar que o automóvel, em velocidade permitida na BR-386, escorregou em restos de óleo na pista molhada de chuva. O veículo desgovernado atravessou a faixa do sentido oposto, colidiu em outro e caiu em um barranco de cinco metros, capotando três vezes. Ele, a esposa e dois dos três filhos (o mais velho estava em casa) saíram ilesos, assim como a motorista atingida. “Eu tive sorte no azar”.

Nesta quinta-feira, a família vai completa prestigiar a cerimônia de posse de Brandão às 16h, no auditório 19 de Maio, no prédio da Defensoria Pública, no Centro Histórico da Capital. “Eu e meus colegas de gestão estamos cheios de ideias para a FESDEP”, conta.

A Diretora Tesoureira é Samara Wilhelm Heerdt, enquanto que a função de Diretor Cultural será exercida pelo colega José Augusto da Costa Medeiros. O Conselho Fiscal é composto pelos titulares Lucas Appel Mazo, Isabel Wexel e Felipe Lavarda, tendo como suplentes Barbara Lenzi, Silvia Brum, Rafael Raphaelli.

O grupo quer realizar reuniões com universidades e outras escolas superiores, como a do Ministério Público e da Associação dos Juízes gaúchos (AJURIS), para estabelecer convênios e parcerias.

Cursos e novidades

A FESDEP é reconhecida por preparar com êxito os candidatos para as provas de concurso ao cargo de defensor público. Há alguns anos, a Fundação começou a se dedicar ao público interno, promovendo cursos para os funcionários da Defensoria e para os defensores públicos. “Alguns projetos estão em andamento e vou dar continuidade neste ano”, garante o presidente que atua na Comarca de Lajeado, na segunda Defensoria responsável pela segunda vara criminal e pelo Juizado Especial Criminal.

A família já pegou a estrada várias vezes depois do acidente. “Eu terei que estar em Porto Alegre mais vezes, e agora estou mais atento ainda do que já era no trânsito. Eu não corria, agora então...”, prevê.

Ainda neste verão haverá o lançamento do curso intensivo para a carreira de defensor na FESDEP, anuncia Brandão. O extensivo seguirá sua grade curricular sem alterações. Está na lista de prioridades da nova diretoria disponibilizar cursos mais práticos visando a atividade fim, com foco na atuação dos colegas.

Para 2019 existe a vontade de abrir cursos de especialização (pós-graduação latu sensu) para os públicos interno e externo. Ele cita como alternativa “abordar os direitos fundamentais em várias pós, o que renderia ao aluno diploma de especialista”, sem tirar o viés de curso preparatório para a carreira. “Pensamos também em oferecer mais qualificações específicas em direito de família, direito penal, direito civil, etc”, explica.

Texto: Cláudia R. Barbosa
Imagem: arquivo pessoal

09 de Janeiro de 2018